Skip to content

ONU aproveita Copa para combater violência contra a mulher

27/01/2015

4 julho 2014 às 10:00

O futebol tem a capacidade de prender a atenção de milhões de pessoas em volta do mundo. Em tempos de Copa mundial então, nem se fale. No Brasil, onde esse esporte é uma paixão de grande parte da população, até o trabalho é oficialmente interrompido para que todos possam assistir aos jogos e torcer pela vitória da seleção nacional.

Aproveitando toda essa audiência, formada por uma maioria masculina, a ONU Mulheres lançou a campanha “HeForShe”, ou, “ElePorEla”, para promover a igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres. A iniciativa quer engajar homens e meninos para novas relações com o sexo feminino, sem atitudes e comportamentos machistas.

Quem quiser dar uma forcinha, pode se juntar à campanha. Para participar, basta fazer uma fotografia de um ou mais homens, segurando a mensagem #HeForShe e identificando o nome do seu país.

Cada imagem deve ser autorizada pela pessoa registrada e ter cessão de crédito da fotógrafa ou do fotógrafo para que seja utilizada nas redes sociais e em materiais da campanha no mundo. As imagens devem enviadas para onumulheres.brazil@gmail.com.

Até 13 de julho, as imagens estão sendo divulgadas no Facebook da ONU Mulheres Brasil (facebook.com/onumulheresbrasil) e da #HeForShe (facebook.com/heforshe).

A ONU também capacitou centenas de voluntários para levar informação sobre direitos, serviços públicos e a não violência contra as mulheres para as torcidas da Copa do Mundo de Futebol. Esse grupo atua nas “Fan Fests” da FIFA nas 12 cidades-sede dos jogos: Belo Horizonte, Brasília, Cuiabá, Curitiba, Fortaleza, Manaus, Natal, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo, com apoio de materiais criados pela Organização, como o cartaz abaixo.

Um aplicativo para celulares e dispositivos móveis foi criado para auxiliar essa causa. No endereço www.clique180.org.br, ele pode ser baixado por quem quiser ter acesso a contatos de serviços públicos de atendimento a mulheres em situação de violência em todo o Brasil; Lei Maria da Penha e a uma ferramenta colaborativa para mapear os locais das cidades que oferecem risco às mulheres.

Anúncios

From → Uncategorized

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: