Skip to content

Brasil entra para a tecnologia de ponta em energia sola

26/01/2015

5 maio 2014 às 9:30

Captar energia do sol para transformá-la em elétrica requer os tradicionais painéis, feitos a partir de silício, um semi-metal e segundo elemento mais abundante na Terra, ocupando 27% da crosta terrestre.

Mesmo com toda a disponibilidade desse material e com seu território fartamente banhado por raios solares, o Brasil ficou à margem da fabricação desses painéis, até o momento. Mas agora, o país pode dar um salto na expansão da energia solar, pois ganhou uma unidade do Centro Suíço de Eletrônica e Microtécnica, que se instalou na Cidade da Ciência e do Conhecimento em Belo Horizonte, trazendo consigo investimentos de R$ 40 milhões.

Este valor está sendo aplicado na produção de células fotovoltaicas orgânicas (OPV), que têm por base películas finas e flexíveis (foto). Dessa forma, podem ser aplicadas nos mais diversos locais, como nas paredes de casas e edifícios, aparelhos celulares e até carros.

Essa característica permite uma redução expressiva nos custos de instalação e há ainda outras vantagens. A energia utilizada em sua produção é aproximadamente 20 vezes menor do que a energia empregada na produção dos painéis de silício . Além disso, os materiais e o processo de fabricação, ambos, representam menores impactos ambientais.

Esses fatores compensam o fato de seu desempenho energético ser menor do que os painéis rígidos e retangulares convencionais.

Anúncios

From → Uncategorized

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: