Skip to content

Investidor “anjo”. Já ouviu falar?

25/01/2015

4 setembro 2012 às 8:00

Muita gente batalhadora no Brasil sonha em ter seu próprio negócio. Quem se anima, contudo, descobre que são necessárias muitas habilidades para ser um bom gestor e também ter capital de giro suficiente para se manter. Por despreparo, o índice de novos negócios que sobrevivem aos cinco primeiro anos é bem pequeno. Mas tem muita gente disposta a reverter este cenário.

Entre eles, serviços de orientação como o do Sebrae, ou de bancos como o mantido pelo Bradesco, e até mesmo, investidores ‘anjos’. Sabe quem eles são? Chamados também de “angels” são profissionais experientes e com dinheiro para investir em novos empreendimentos. Como que ‘caídos do céu’ escolhem parceiros para aplicar suas habilidades e recursos. Mas não é doação não. O investidor anjo espera ter uma porcentagem dos ganhos para os quais ele contribuiu.

Em síntese, ter um investidor anjo é como ter um sócio. Segundo Yuri Gitahy, investidor-anjo, conselheiro de empresas de tecnologia, há ainda poucos profissionais como ele no Brasil, mas o número tende a crescer. Gitahy fundou a Aceleradora, empresa que apoia startups – novos negócios – com gestão e ‘capital semente’ – recurso inicial para fortalecê-los.

Ele escreveu um artigo sobre seu trabalho no site do Instituto Empreender Endeavor Brasil, que tem como missão gerar emprego e renda através do fomento à cultura empreendedora. Leia a íntegra aqui.

Anúncios

From → Uncategorized

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: