Skip to content

França quer exportar gestão pela sustentabilidade

25/01/2015

25 dezembro 2013 às 16:30

Agências e órgãos públicos, federações de classe e ministérios do Comércio Exterior e da Ecologia, Desenvolvimento Sustentável e Energia, entre outros organismos da França, se aliaram para traçar um conjunto de produtos e serviços que permitam viver melhor nas cidades. O conceito batizado de “Vivapolis” define padrões para ecoconstruções, eco-tecnologias urbanas e eco-mobilidade que quer exportar para o mundo.

Além de uma tecnologia de gestão que envolve alta participação da população em geral. “Não basta incorporar todas as tecnologias de ponta possíveis e ter boa vontade, se não houver uma governança participativa e forte”, disse a secretária de Estado francesa, Michèle Papalardo em apresentação do Vivapolis realizada em São Paulo.

Papalardo explicou que o conceito se apoia em seis eixos estratégicos: organizar o crescimento urbano, assegurar a resiliência dos espaços urbanos, atender às necessidades da população, criar modelos econômicos sustentáveis, desenvolver uma mobilidade sustentável e tornar a cidade mais eficiente.

Entre as práticas incorporadas, estão o Vélib – aluguel de bicicletas e o Autolib, uso compartilhado de carros, ambos empregados na França.

Confira a entrevista que Michele Papalardo concedeu ao jornal O Valor sobre este tema.

Anúncios

From → Uncategorized

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: