Skip to content

Cuide da qualidade dos programas que seus filhos assistem

25/01/2015

4 janeiro 2013 às 8:00

Quem define o que somos e como agimos são os valores – conscientes ou inconscientes – que trazemos conosco. Eles se formam a partir da educação recebida desde criança. Hoje, com os pais trabalhando fora, crianças e jovens passam longas horas sozinhas, expostas a todo tipo de mensagem, sobretudo pela TV e Internet.

Os pais podem acompanhar as mensagens que crianças e jovens estão recebendo conversando bastante, assistindo sempre que possível aos programas que os filhos escolhem e, desta forma, procurar corrigir influências quando acharem necessário.

Além disto, é possível buscar programas educativos interessantes para ocupar os pequenos, no seu tempo livre. Uma boa opção é deixar os aparelhos de casa programados nos canais e horários ou instruir quem cuida dos pequenos sobre o que eles podem ou não ver.

Para ajudar nesta escolha, a ONG Midiativa encomendou um estudo ao Instituto Multifocus, especializado em comportamento infanto-juvenil. Este trabalho traçou os ‘dez mandamentos’ de um programa de qualidade para crianças e adolescentes. São eles:

1 – SER ATRAENTE: O programa tem que fala a linguagem dos jovens, ter música, ação, competições, movimento e humor.

2 – GERAR CURIOSIDADE: mais do que transmitir informação, um programa de qualidade deve gerar interesse por outras áreas, como esporte e cultura.

3 – CONFIRMAR VALORES: transmitir conceitos como família, respeito ao próximo, solidariedade, princípios éticos e reforçar o que os pais ensinam.

4 – TER FANTASIA: deve estimular a brincadeira, fazer sonhar, permitir à criança viver seu mundo imaginário.

5 – NÃO SER APELATIVO: não banalizar a violência, a sexualidade; não explorar a desgraça alheia, o ridículo; não incentivar o consumismo e não usar vocabulário chulo;

6 – GERAR IDENTIFICAÇÃO: colocar personagens, temas e situações que tenham a ver com a geração que deseja alcançar; reproduzir e discutir seus anseios e dúvidas;

7 – MOSTRAR A REALIDADE: colocar os limites e as conseqüências das escolhas que se faz na vida;

8 – DESPERTAR O SENSO CRÍTICO: levar o jovem a refletir e dar espaço para o pensamento e visão crítica; mostrar a diversidade de visões e opiniões;

9 – INCENTIVAR A AUTO-ESTIMA: respeitar e valorizar as diferenças; não transmitir preconceitos nem discriminação por meio de estereótipos; fazer o jovem se sentir aceito;

10 – PREPARAR PARA A VIDA: abrir horizontes, mostrar opções que ajudem na escolha de caminhos, como abordar campos profissionais, por exemplo.

Anúncios

From → Uncategorized

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: