Skip to content

Brasil é o 4o país com mais prédios sustentáveis

24/01/2015

19 dezembro 2011 às 13:19

Eldorado Business Tower, prédio na zona sul paulistana, certificado LEED em 2006

O setor da construção civil é um dos mais impactantes para o planeta. Movimenta toneladas de aço, cimento, minérios, sem falar em toda a emissão de gases poluentes para seu transporte e para a operação de maquinários, guindastes e elevadores. Contudo, ele tem corrido atrás para diminuir a sua chamada ‘pegada ecológica”. E com sucesso. Muitas inovações surgiram, tanto em materiais,  como a  reutilização de entulho ou o emprego de matéria-prima de fácil renovação, como o bambu, quanto no planejamento das obras e dos imóveis.

O Brasil não faz feio neste campo. Pelo contrário, é o quarto país no maior ranking de certificação de construções ecológicas: o LEED  (Liderança em Energia e Design Ambiental, na sigla em inglês). Com 37 edifícios nessa categoria e outros 367 em processo de certificação, o País fica atrás só dos Estados Unidos, Emirados Árabes e China. Este dado se deve, sobretudo, a iniciativas na cidade de São Paulo. Ali, 28 edifícios receberam o selo LEED por adotar conceitos de sustentabilidade, como reaproveitamento de energia, uso eficiente da água e utilização de materiais ecologicamente corretos na sua construção.

O Brasil também conta com um Centro Esportivo certificado. Único estabelecimento deste tipo a obter o selo no país, a sede do Programa Bradesco Esportes e Educação, instalado em Osasco, SP, recebeu a certificação na categoriaLEED® NC GOLD. Construído pelo Bradesco em parceria com a Prefeitura de Osasco e inaugurado em junho de 2010, o Centro Esportivo tem 9 mil m2 de construção em um terreno de cerca de 10 mil m2, sendo projetado para atender meninas de 8 a 18 anos para a prática de vôlei e basquete. Entre os itens que definiram a conquista do selo verde constam:

  • Facilidades permitidas para o deslocamento de pessoas portadoras de deficiências;
  • Uso racional de água: reaproveitamento da água de chuva para utilização em banheiros, jardinagem e limpeza, propiciando 100% de economia de água potável; utilização de vasos sanitários com caixas acopladas de duplo acionamento (3 e 6 litros); além de torneiras com fechamento automático;
  • Energia solar: utilização de placas solares para aquecimento de piscina, chuveiros e torneiras;
  • Sistema de ventilação: uso de comoventes permitindo alta renovação de ar natural nos ambientes internos;
  • Sistema de Iluminação: adoção de grandes janelas de vidro transparente em paredes, permitindo uma entrada maior de luz natural (28% de economia no consumo de energia, comparado ao padrão norte-americano);
  • Disposição de bicicletário;
  • Infraestrutura adequada para realização de coleta seletiva;
  • Sistema de retenção de água pluvial para diminuição do volume de água da rede pública, reduzindo o potencial de enchentes no entorno;
  • 55% de áreas verdes com vegetação nativa e adaptada; e
  • 96% de toda a madeira utilizada no empreendimento certificada pelo FSC (Forest Stewardship Council)

Sendo o único em sua categoria a alcançar a certificação, o Centro de Desenvolvimento Esportivo da ADC Bradesco Esportes e Educação poderá servir de exemplo para futuras instalações esportivas a serem construídas no país para a Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016.

Com informações do Green Building Council Brasil

Anúncios

From → Uncategorized

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: