Skip to content

Babaçu gera renda para mulheres dos Cocais

23/01/2015

10 outubro 2011 às 11:48

Foto: Brasil.gov.br

Uma palmeira brasileira está garantindo trabalho e renda para mulheres no Maranhão, Piauí, Pará e Tocantins. O Babaçu, árvore nativa destes Estados utilizada há muito tempo na alimentação e construção de casas, serve também para artesanato, feito com sua palha; carvão feito com a casca de seu coco e até biocombustíveis.

A ampliação e valorização dos produtos derivados desta planta estão sendo organizadas pelo Movimento Interestadual das Mulheres Quebradeiras de Coco Babaçu – …. Ele reúne donas de casa, trabalhadoras rurais e extrativistas, desde 1995, para produção, compra de equipamentos e comercialização conjunta. Assim como para lutas importantes, como o direito ao acesso às regiões de babaçuais que andam ameaçadas por grandes empreendimentos turísticos, desmatamento e crescimento da urbanização.

Em janeiro de 2011, a entidade contava com 12 grupos produtores de azeite e farinha de babaçu, também chamada de mesocarpo, no Maranhão, envolvendo 215 mulheres. Seis grupos no Tocantins de azeite e mesocarpo, com 46 mulheres no total. Outros seis grupos no Piauí e cinco no Pará, produtores de azeite, mesocarpo, sabão, carvão e artesanato, com 70 e 46 mulheres, respectivamente.

Confira neste relatório, as conquistas do MIQCB.

Saiba mais em: http://www.miqcb.org.br/quem_somos.html

Anúncios

From → Uncategorized

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: