Skip to content

Silêncio: matéria-prima para saúde e arte

21/01/2015

14 março 2011 às 15:30

O professor Stuart Sim, da Universidade de Sunderland, na Inglaterra, lançou um manifesto pelo silêncio e contra a poluição sonora. O autor enfatiza que a bagunça de sons que nos envolve ameaça a saúde, provoca agressividade, hipertensão, estresse e problemas cardíacos.

Frei Beto escreveu um artigo apoiando esta iniciativa, lembrando que os grandes bens infinitos da humanidade – arte, literatura, música, filosofia e tradições religiosas – exigiram, como matéria-prima, o silêncio. “Sem ele perdemos a nossa capacidade de raciocinar, ouvir a voz interior, aprofundar a vida espiritual e amar além do jogo erótico meramente epidérmico”, diz o religioso.

De fato, estamos cercados por um excesso de ruídos. Segundo especialistas, 45 decibéis são suficientes para impedir o sono. Uma avenida movimentada gera 70 decibéis; 85 já produzem uma lesão auditiva e elevado a 120, o som provoca dor aguda nos ouvidos.

Será que podemos tornar nossas cidades mais silenciosas? Que tal cuidarmos bem dos escapamentos de nossos veículos para começar? Desligar rádio e TV por algumas horas e descansar no silêncio de nossas casas? Além de colocar música a uma altura adequada durante festas e evitar a prática de soltar rojões e foguetes para mostrar aos outros que estamos contentes? Esses são pequenos gestos que podem significar muito na qualidade de vida de todos.

Confira aqui um estudo da Unesp sobre o barulho e seus efeitos.

Anúncios

From → Uncategorized

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: