Skip to content

The Girl Effect

20/01/2015

21 maio 2010 às 10:00

Quando uma mulher escolhe ter filhos, ela cuida da educação e da socialização de suas crianças com grande interesse. Ele quer que eles cresçam em uma sociedade provedora, nas melhores condições possíveis. Vem daí o empenho feminino nas políticas públicas de organização residencial. As mulheres sempre foram maioria nos movimentos sociais pela educação, saúde, saneamento básico e alimentação de suas crianças.

É por isso que o Portal EcoD apoia o movimento The Girl Effect.

Dar suporte às garotas que vivem na pobreza é fazer com que elas criem um futuro melhor para si e para sua comunidade, e além, para o mundo. Quando essas garotas chegam na adolescência, elas se deparam com uma encruzilhada. Há apenas uma alternativa a ser tomada, e essa alternativa vai desencadear o futuro de suas vidas, e das pessoas ao seu redor.

Por exemplo. Ana é uma garota de 12 anos de idade que vive na pobreza. Se ela consegue uma oportunidade e recebe educação, ganha um lar e cuidados com a saúde. Quando ela crescer, vai poder fazer suas próprias escolhas: casar com quem quiser, criar uma família feliz e cuidar de seus irmãos, sua família e sua comunidade. Ana vai ter a chance de poder mudar a sua comunidade.

tabela1_girl_effect

Mas se Ana, ainda com 12 anos de idade, não receber educação nem acompanhamento de saúde, não se sentirá incluída em algo maior, não se considerará parte da sociedade. Ela nem vai ter a chance de escolha. Ana provavelmente vai se perder pelas ruas e seguir um futuro sem esperanças.

tabela2_girl_effect

O que você pode fazer?

O Girl Effect é um projeto que incentiva o financiamento de garotas, mesmo que indiretamente, por meio de doações a outros projetos que trabalhem com a educação e os cuidados necessários. Mandar uma garota para a escola, ajudá-la a lutar por uma causa, emprestá-la algum dinheiro, ou fazer doação para instituições preocupadas com o futuro dessas meninas são algumas das maneiras que você pode ajudar.

Se você está preocupado com o futuro da sociedade e quer acabar com a pobreza, ao mesmo tempo que ajuda com o desenvolvimento mundial, a melhor coisa a fazer é investir tempo, energia e dinheiro em uma adolescente. Quanto mais pessoas aderirem a prática melhor.

Eis aqui 10 fatores que atrapalham o desenvolvimento dessas meninas:

1 – Sem uma certidão de nascimento ou carteira de identidade, uma garota não tem como provar sua existência, ou abrir uma conta de banco, votar e até mesmo conseguir um emprego. Assim se torna difícil salvar o mundo.

2 – 70% das crianças que não estudam são meninas, e elas merecem o melhor. Elas merecem educação de qualidade e suporte que as possibilite ir para a escola durante toda a adolescência.

3 – Crianças que se casam cedo não são consideradas donas de seu próprio corpo. A gestação é a principal causa das mortes de garotas na idade entre 15 e 18 anos. E todo ser humano tem o direito de proteger seu corpo e sua saúde.

4 – Quando as garotas são ensinadas sobre a Aids elas têm maior chance de se proteger. Mas educação não é o suficiente. Garotas precisam ser encorajadas e ajudadas a fazer suas próprias escolhas.

5 – Se elas têm habilidades para trabalhar, entendem seus direitos, se são alfabetizadas e trabalham apenas na idade adequada, se são treinadas e passam por estágios, elas estarão preparadas para a independência econômica.

6 – Menos de dois centavos de dólar gastos com o desenvolvimento mundial são reservados para garotas. E quando uma garota tem recursos, ela investirá em sua comunidade, de maneira bem melhor aplicada que um garoto faria. Se a meta é saúde, bem-estar e estabilidade, uma garota é a melhor escolha.

7 – Elas são meninas e merecem sua própria categoria. Elas merecem distinção do grupo quando falamos de ajuda, educação, esportes, participação cívica, saúde e economia. Sim, elas serão futuras mães. Mas elas vivem no presente.

8 – Garotas precisam de advogados que escrevam, falem com clareza, argumentem e trabalhem para aplicar leis e mudar políticas discriminatórias.

9 – Nós não sabemos como ajudar garotas até começar-mos a trabalhar com elas. Ei governantes, sociedade civil organizada e cientistas sociais, vocês são responsáveis! Nós precisamos de um relatório anual do número de garotas ajudadas para que possamos quais garotas estão florescendo e quais não.

10 – Garotos, garotas, mães e pais. Se não comerçarmos a dar suporte às garotas agora, nada vai mudar. Nem para elas, nem para nós. A mudança começa com você. Então, siga em frente.

Anúncios

From → Uncategorized

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: