Skip to content

Sedentarismo e má alimentação ameaçam estudantes brasileiros

20/01/2015

11 agosto 2010 às 16:30

Neste Dia dos Estudantes, vale debruçar-se sobre um estudo inédito, realizado pelo Ministério da Saúde em conjunto com o IBGE, com os 72 mil estudantes de 13 a 15 anos, cursando o 9º ano de escolas públicas e privadas nas 27 capitais do Brasil.

A Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (PeNSE) feita em 2009 mostrou que há uma ligeira predominância de meninas, 52.5% neste grupo. Que elas ingerem um pouco mais de alimentos não saudáveis (doces e gorduras) que os meninos e que, de uma forma geral, o consumo de guloseimas superou o consumo de frutas frescas em todas as capitais estudadas e no Distrito Federal. O mesmo ocorreu com o consumo de refrigerante, exceto em São Luís, Natal e Florianópolis.

Os meninos do grupo estudado fazem mais atividades físicas que as meninas – 56,2% comparados com 31,3%, respectivamente. Mas os adolescentes, na maioria, estão mais sedentários, pois passam mais tempo na frente da TV, videogames e computadores. Além disto, têm menos aulas de educação física e menos espaços seguros para as chamadas ‘brincadeiras de rua’.

A pesquisa fornece outras informações relevantes para quem que conhecer melhor os adolescentes brasileiros e pode ser consultado neste link, inclusive sobre seu comportamento e relacionamento com os pais. Ela deixou claro que é preciso modificar hábitos para conservar a saúde dos jovens.

Anúncios

From → Uncategorized

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: